AVISO: Você deve habilitar Javascript no seu navegador para ver este conteúdo corretamente.

Imagem de fundo da barra do MPF

Ir para o conteúdo. | | Ir para a navegação

Logo da PRRJ
 
Imagem do logo da PRRJ
Imagem do logo do Youtube | Imagem do logo do twitter | Imagem do logo do rss
Você está aqui: Página Inicial Sala de Imprensa Eventos e Audiências Audiência Pública Ocupação da Força de Pacificação no Complexo do Alemão e Vila Cruzeiro

Audiência Pública Ocupação da Força de Pacificação no Complexo do Alemão e Vila Cruzeiro

17/11/2011

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro realizou no dia 18 de novembro de 2011 audiência pública sobre a Força de Pacificação no Complexo do Alemão e Vila Cruzeiro. Representantes do Exército, do governo do estado, da prefeitura do Rio e do Ministério Público Militar apresentaram à sociedade os trabalhos em desenvolvimento nas áreas social, de segurança pública e de controle das atividades da Força de Pacificação.

 

A audiência é parte do trabalho desenvolvido pela Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC) desde o início da ocupação. O grupo de trabalho “Ocupação Militar do Complexo do Alemão e Vila Cruzeiro”, formado pelas procuradoras da República Gisele Porto e Aline Caixeta, acompanhou o processo de pacificação e de reestruturação do ambiente social das comunidades, oferecendo à população acesso a instrumentos de defesa coletiva dos interesses e de combate a eventual abuso de poder. Antes da audiência pública, a PRDC teve uma reunião com as associações de moradores das comunidades e ONGs atuantes na região para ouvir suas principais demandas.

 

Além de moradores e organizações não governamentais com atuação no Complexo do Alemão e Vila Cruzeiro, foram convidados para a audiência pública representantes do Ministério da Defesa, do Comando Militar do Leste, do governo do estado, da prefeitura da cidade, da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, da Comissão de Defesa de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Rio, da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RJ, da Plataforma DHESCA (Direitos Humanos Econômicos, Sociais e Culturais), além de membros do Ministério Público Militar e Estadual e defensores públicos do estado e da União.

registrado em:
Menu