AVISO: Você deve habilitar Javascript no seu navegador para ver este conteúdo corretamente.

Imagem de fundo da barra do MPF

Ir para o conteúdo. | | Ir para a navegação

Logo da PRRJ
 
Imagem do logo da PRRJ
Imagem do logo do Youtube | Imagem do logo do twitter | Imagem do logo do rss
Você está aqui: Página Inicial FrontPage Notícias MPF requisita inquérito policial sobre morte na Reserva do Tinguá
Ações do documento

MPF requisita inquérito policial sobre morte na Reserva do Tinguá

publicado em 23/02/2005

Na tarde de hoje, dia 23, o Ministério Público Federal no município de São João de Meriti, por intermédio do procurador da República Renato Silva de Oliveira, requisitou a instauração de um inquérito policial para apurar a responsabilidade penal pelo homicídio do ambientalista Dionísio Júlio Ribeiro, que atuava na defesa da Reserva Biológica do Tinguá, administrada pelo IBAMA.

A requisição foi encaminhada ao delegado Agildo Soares, chefe da Polícia Federal em Nova Iguaçu. No ofício encaminhado à PF, o procurador recomenda ainda que sejam significadamente intensificadas as ações de prevenção e repressão de crimes ambientais na Reserva Biológica do Tinguá e no seu entorno e que sejam priorizados os inquéritos policiais em andamento, relativos a crimes ambientais.

"O assassinato do ambientalista é uma clara demonstração de que a repressão a crimes ambientais na reserva deve ser intensificada. Embora o homicídio seja uma triste novidade, o que não faltam são ações penais referentes a caça e outros crimes ambientais naquele local", afirma o procurador Renato Silva de Oliveira.

O inquérito já foi instaurado pela Polícia Federal e será presidido pelo delegado Marcelo Cordeiro Bertolucci.

registrado em:
Menu