AVISO: Você deve habilitar Javascript no seu navegador para ver este conteúdo corretamente.

Imagem de fundo da barra do MPF

Ir para o conteúdo. | | Ir para a navegação

Logo da PRRJ
 
Imagem do logo da PRRJ
Imagem do logo do Youtube | Imagem do logo do twitter | Imagem do logo do rss
Você está aqui: Página Inicial FrontPage Notícias MPF recomenda ao IPHAN que interdite obra no Estádio de Remo da Lagoa
Ações do documento

MPF recomenda ao IPHAN que interdite obra no Estádio de Remo da Lagoa

publicado em 12/04/2007
Empresa não tem autorização para realizar modificações

O Ministério Público Federal recomendou ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) que interdite as obras do Estádio de Remo da Lagoa que estão sem autorização. De acordo com documentos enviados ao procurador da República Maurício Manso, a empresa responsável pelas obras no estádio onde serão realizadas as competições de remo dos jogos pan-americanos, Glen Entertainment, não apresentou planta para aprovação e autorização das modificações. A autorização dada anteriormente pelo IPHAN referia-se a outras plantas e cortes e já está fora do prazo.

O Estádio de Remo faz parte do conjunto paisagístico da lagoa Rodrigo de Freitas e é um bem tombado. O objetivo da recomendação é evitar transformações que alterem as características históricas, paisagísticas e arquitetônicas do estádio. A recomendação, um instrumento que o MPF utiliza para ver atendidas as demandas da população sem a necessidade de entrar na Justiça, foi encaminhada hoje ao Superintendente Regional, Carlos Fernando de Souza Leão Andrade. A representação feita ao MPF ,que deu origem a esta recomendação, foi do Comitê Social do Pan, formado por várias associações de moradores e ongs.

"O MPF entendeu que as modificações, como estão sendo realizadas, afetariam a paisagem da Lagoa Rodrigues de Freitas, e que as obras ditas do Pan não se destinam a esta finalidade"- esclarece o procurador da República Maurício Manso.

Menu