AVISO: Você deve habilitar Javascript no seu navegador para ver este conteúdo corretamente.

Imagem de fundo da barra do MPF

Ir para o conteúdo. | | Ir para a navegação

Logo da PRRJ
 
Imagem do logo da PRRJ
Imagem do logo do Youtube | Imagem do logo do twitter | Imagem do logo do rss
Você está aqui: Página Inicial FrontPage Notícias Donos da Schincariol serão denunciados por formação de quadrilha
Ações do documento

Donos da Schincariol serão denunciados por formação de quadrilha

publicado em 15/06/2005

O Ministério Público Federal, através do procurador da República atuante na Procuradoria da República no Município de Niterói José Maurício Gonçalves, pediu, juntamente com a Polícia Federal, a prisão temporária de integrantes do Grupo Schincariol e de empresas parceiras. A chamada "Operação Cevada" realizou as prisões determinadas pela Justiça Federal de Itaboraí/RJ, que são resultado de uma investigação de uma Força-Tarefa integrada pela Polícia Federal, Receita Federal e Ministério Público Federal. A investigação no Ministério Público teve início em maio de 2004, assim que a Receita Federal identificou possível sonegação fiscal na fábrica do Grupo Schincariol em Cachoeiras de Macacu, interior do estado do Rio de Janeiro.

Os presos são suspeitos de crimes de sonegação fiscal, evasão de divisas, formação de quadrilha e corrupção ativa. O Ministério Público Federal irá oferecer denúncia, num primeiro momento, pelo crime de formação de quadrilha (pena de 1 a 3 anos de prisão), com possível conexão com o crime de corrupção ativa (pena de 1 a 8 anos).

Os suspeitos serão denunciados pelo crime de sonegação fiscal assim que a Receita Federal concluir a apuração do quanto foi sonegado dos cofres públicos. Como há sonegação de impostos tanto federais (IPI), como estaduais (ICMS), uma cópia do inquérito policial será encaminhada ao MP Estadual para que seja apurada a sonegação em nível estadual. O inquérito corre em segredo de justiça na Vara Federal de Itaboraí no estado do Rio de Janeiro.

registrado em:
Menu